Complemento da Hermeneutica

OS GESTOS

Existem dois tipos de gestos:
1. Literal: apontar para a cadeira, o púlpito.
2. Figurativo: quando falo de amor, felicidade, coração.

USO DAS MÃOS, ERROS A EVITAR:

1. Mãos atrás da costa, eventualmente pode, sempre não.
2. Mãos nos bolsos.
3. Cruzar os braços: nós comunicamos muito mais pelos gestos do que as palavras:
7% conteúdo.
38% tom de voz.
55% gestos e expressões faciais, não verbal.
O ser humano se comunica por volta de 700.000 maneiras. O cruzar de braços é um gesto defensivo, psicológico, observe isto nos casais de namorados.

O QUE SÃO OS GESTOS?
É realçar a palavra sublinhado-lhe o sentido, esculpir no ar a imagem.
Todo o corpo está envolvido na gesticulação, a mímica não se limita aos braços e sim da cabeça aos pés.

I- COMO GESTICULAR?
O gesto tem que ser naturalmente.
Dale carnegie dizia: A gesticulação de um homem bem como sua escova de dentes, devem ser coisas muito especiais.
Nós temos que aumentar nossa coleção de gestos.
O orador é um ator?
Ele tem que fazer os gestos, mas sem extrapolar sua personalidade como os atores. Ele tem que encenar continuando na sua personalidade.

II- GESTOS CONVENCIONAIS:

1- GESTO DE DAR E RECEBER:
Estendemos os braços para a frente, tendo o cuidado de não deixar os cotovelos
grudados ao corpo, as mãos devem estar descontraídas, palmas voltadas para cima, os polegares visíveis, destacados.
O gesto de dar é feito avançando com as mãos, e o de receber é recolhendo-a de modo a tocar a borda correspondente ao nosso peito.

2- GESTO DE REJEIÇÃO:
A mão ou as mãos sobem lentamente até a altura do peito e avança um pouco para a frente, palmas para baixo.
O objetivo de avesão pode estar imaginariamente à nossa frente, à direita ou esquerda, acima ou abaixo.

3- GESTO DE ASSENTIMENTO OU REPROVAÇÃO:
Assentir com a cabeça sem curvar o tronco ao mesmo tempo, podemos concordar ou discordar em vários graus de intensidade.

4- GESTO DE DIVIDIR:
Una todos os dedos de uma só mão estendidos, estenda a mão como o polegar para cima e desça como se pretendesse cortar alguma coisa e depois separe as duas metades imaginárias.

5- GESTO DE APONTAR:
Apontar com o indicador de modo esticado e imperativo.

6- PUNHOS CERRADOS INDICA FORÇA E DETERMINAÇÃO.

7- GESTOS DE CONTENÇÃO:

8- GESTO DE DESAGRADO:
Devemos volver a cabeça em direção oposta ao suposto objeto, de desagrado, os olhos se fecham como se não quisessem ver, mãos elevadas até a altura do peito e empurra imaginariamente a coisa que provoca aversão.

9- GESTO DE SURPRESA:
Os olhos devem arregalar-se de repente e a boca abrir-se em espanto.

10- GESTO DE DESESPERO:
Mãos semi fechadas procurando agarrar os cabelos das têmperas, pode ser dramatizado ainda mais descendo-as em direção ao queixo como se estivéssemos arrancando os cabelos das têmperas.

11- GESTO DE ADORAÇÃO:
Colocamos ambas as mãos delicadamente na altura do coração, a cabeça deve estar olhando o chão enquanto isso, e à medida que elevamos nossa cabeça e olhar para o alto vamos afastando as mãos até que as palmas fiquem voltadas para o céu.

12- GESTO DE MEDO:
A mão direita sobre com a palma voltada para fora como se quisesse deter um objeto projetado, o cotovelo fica à altura dos olhos.

A IMPORTÂNCIA DOS OLHOS:
1- Olhar para o público antes de arrumar qualquer coisa.
2- O olhar exerce uma função atraente, não permite que o auditório se desvie do assunto.
3- O orador é o namorado e o auditório a namorada, e o orador tem que ter uma entrega mútua.

ATITUDES QUE SE DEVE EVITAR COM OS OLHOS:
1- Fugir como os olhos; é desagradável conversar com uma pessoa que não está olhando para você.
2- Fixar o olhar numa pessoa, atrapalha a comunicação.
3- Olhar para um ponto fixo, (janela, lâmpada, espaço vazio, etc).
4- Olhar para uma pessoa que está conversando.
5- Correr o olhar para a esquerda e para a direita, isto se chama: "olhar pára-brisa".
6- O olhar perdido, está voltado para dentro de si, só lança o olhar mas volta ao papel.

COMO OLHAR O AUDITÓRIO:
1- Quando começar a falar, encarar a última fileira para que eu possa condicionar a voz à última fileira.
2- Seguir o esquema A - B - C - D - EG - FH.

A B
C D
E F
G H
*

3- O sorrir desarma adversários, muda opiniões.
4- Sorrir de coração.
Leitura complementar: "Oratória Sacra" páginas 53-57 - Sugestões para as maneiras do pregador no púlpito. "Evangelismo" páginas 671 - Entrada na plataforma.
5- Estar sempre atendo e calmo.
Leitura complementar: "Oratória Sacra" páginas 60-69 - A propriedade mais importante no estilo é a clareza.

Compilação Pr. Irineu E. Kock

Comentários

Mensagens populares